segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

PARTILHAR, PROGRAMAR E CONCRETIZAR


Os membros do Secretariado ANIMAG reuniram em Fátima, no dia 5 de Fevereiro de 2010, no Seminário do Verbo Divino.

Fizemos o ponto da situação dos nossos trabalhos de animação missionária, concretamente a preparação das Semanas de animação missionaria até agora agendadas pelas várias zonas e cuja preparação está a concretizar-se no terreno: a semana missionária no Arciprestado de Estarreja/Murtosa, diocese de Aveiro, de 20 a 28 de Fevereiro, organizada pela Zona 2; a semana em S. Marcos de 6 a14 de Março, no patriarcado de Lisboa, organizada pela zona 4; e de 13 a 21 de Março a semana missionária nas paróquias de Canidelo, Guilhabreu e Vilar do Pinheiro, diocese do Porto, organizada pela zona1.

Mas a nossa principal preocupação foi a de dar continuidade à reflexão iniciada na Assembleia ANIMAG do passado mês de Novembro e fazer eco das principais ideias a reter e, sobretudo, como concretizar alguns pontos-chave da animação missionária hoje. Este é um trabalho importante a ser levado a cabo pelas zonas e por cada missionário/a na preparação, realização e continuidade das Semanas de animação missionária.

Nesta reunião esteve presente o Padre Manuel Durães, presidente das Obras Missionárias Pontifícias que nos apresentou o programa das próximas Jornadas Missionárias Nacionais, a realizarem-se em Fátima de 17 a 19 de Setembro de 2010 com o tema: “Espírito Santo e Missão”.

Também o Padre José Augusto Leitão, da rede Fé e Justiça Europa África (Antena AEFJN) esteve connosco e apresentou-nos o plano de acção para 2010 que, entre outros objectivos, se propõe dar a conhecer os objectivos do milénio e promover os direitos humanos no Darfur e em outros países em conflito na África.

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Ressonância da Assembleia Anual dos ANIMAG

.Em ressonância da Assembleia anual dos ANIMAG - 2009 (Porto), na última reunião do Secretariado ANIMAG, 05.02.2010, sublinhamos algumas ideias sobre a animação missionária nas igrejas locais:

* Fazer e colaborar com as igrejas locais: diocese, comissão diocesana de missões, paróquias, partindo dos vectores da igreja local. Não animação paralela, mas integrada na igreja local.
* Animação missionária centrada nas necessidades concretas das comunidades cristãs: dar prioridade à evangelização.
* Revitalizar e potenciar os dinamismos existentes nas comunidades paroquiais, conscientes mais em dar que em receber (gratuidade) e estimular o dinamismo missionário das comunidades.
* Incentivar as comunidades a desenvolver e a testemunhar um estilo de vida atractivo: viver o entusiasmo da fé na caridade.
* Incentivar as comunidades a descobrir a importância da Palavra de Deus e esta em ligação com a vida.
* Testemunhar o entusiasmo e a alegria por seguir Jesus Cristo e levar a um encontro pessoal com Cristo.
* Testemunhar a “frescura” do deixar tudo por causa de Cristo (disponibilidade interior).
* Formação na acção: formação em ligação com a acção humana, social e pastoral.
* Testemunhar a vida cristã noutras igrejas de modo a abrir as comunidades a outras realidades eclesiais.
* Motivar comunidades e cristãos para formar “grupos missionários” nas paróquias, que sejam sinais da dimensão e da preocupação missionárias da Igreja. Este seria um dos objectivos da animação missionária.