quarta-feira, 28 de abril de 2010

Semana de Animação Missionária em São Marcos

video

O ANIMAG da Zona 4 realizou uma Semana de Animação Missionária (SAM) na Paróquia São Marcos, Cacém, Sintra, do Patriarcado de Lisboa, nos dias 6 a 14 de Março/2010.

Participámos nesta semana missionária os padres Floriano, Kuzenza, Boaventura, Albino e Francisco; Ir. Neto; e as Irmãs Inácia, Cristina, Carmo, Adelaide, Susana, Jincy, Bindu, Sandra, Justina e Lurdes, pertencentes a doze diferentes congregações, proporcionando desde logo um testemunho de comunhão fraterna e de partilha dos vários carismas no serviço missionário.

Durante o tempo de preparação, tivemos oportunidade de “escutar” o pároco, Pe. Carlos, e alguns jovens leigos da outra paróquia de Rio de Mouro também de sua responsabilidade, onde há pouco mais de um ano havia sido feita igualmente uma SAM, para elaborar um programa que tivesse em conta a realidade pastoral da paróquia São Marcos. Desde o primeiro encontro ficámos diante de um desafio diferente do que estávamos acostumados! Pe. Carlos fala-nos de “Primeira Evangelização”! Tal facto, fez com que tivéssemos feito um programa simples e aberto, voltado mais para a realidade social do bairro. A população, cerca de 40 mil habitantes, originária de diferentes partes do país e de África, vive quase na totalidade em prédios que “isolam” ainda mais as pessoas! Por isso usámos um “cartão de visita” com uma frase sugestiva para provocar a curiosidade da semana missionária: “O que te enche o coração?” Tínhamos como objectivo também dar a conhecer a nova Paróquia, criada há apenas seis anos!

O “Grupo de Jovens de Rio de Mouro” foi por todos referenciado como incansável, atento, eficiente, eficaz e fraterno para que o trabalho missionário pudesse acontecer da melhor maneira. Queremos deixar registado nosso agradecimento: Muito obrigado!

As “famílias de acolhimento” dispensaram aos missionários uma atenção esmerada, alimentação cuidada, diálogos muito interessantes que se prolongavam ao longo da noite, mostrando gosto e interesse por um maior conhecimento da vida religiosa/consagrada e da Igreja. “Gente boa, de boa vontade, interessada”… Algumas pessoas despertaram para a fé e foram-se aproximando da comunidade paroquial.

A presença nas escolas foi positiva e muito rica. Os professores e os alunos acolheram com muito interesse, simpatia, curiosidade e entusiasmo a presença dos missionários. Os alunos tiveram um comportamento exemplar. Foram verdadeiros missionários, “porta-vozes” da novidade do que estava acontecendo para suas famílias e amigos. As escolas são um bom meio para “actuar e criar” espaços de comunicação e evangelização.

Numa sala do Centro Comercial, situado na área mais populosa do bairro, gentilmente oferecida para local da Exposição Missionária, funcionou o “Espaço Missão”, ideal para formação, informação e distribuição do material missionário. Alguns alunos mobilizaram os seus pais e outros familiares para a visitarem. Um grupo de alunos de uma das escolas e o seu coro, vieram cantar, aos missionários num gesto de agradecimento. No primeiro dia, a Eucaristia celebrada neste espaço, teve pouca participação das pessoas, mas com o decorrer da semana foi bonita a participação.
Este espaço missionário incomodou alguns!... Mas foi também um espaço que “provocou” muitos outros pelas interrogações que de certo modo deixou no ar! Pensamos que esta experiência possa ser o início de “algo interessante” para o futuro.
A Via-Sacra foi feita em três lugares diferentes do bairro. Participaram cerca de 30 pessoas em cada um dos lugares. Outras pessoas associaram-se simplesmente, permanecendo nas varandas de suas casas e no passeio, sempre, em atitude de silêncio e respeito. Podemos dizer que foi uma experiência óptima, apesar do frio!
Visitas domiciliares às famílias: Foram feitas percorrendo os prédios e batendo de porta em porta nos apartamentos. Num dos imóveis, sobre 42 portas, a que bateram, abriram-se 3 portas! Vale sempre a pena… Foi nestes momentos que houve um real encontro com os pobres! Sem dúvida que foram experiências muito ricas neste encontro com as pessoas, que por vezes proporcionou momentos “imprevistos” com pessoas em situações especiais! E isso era visível na “confiança” que as pessoas depositavam em nós e nossas orações. É assim que a missão vai acontecendo…
“O Livro da Semana Missionária”: Uma iniciativa criativa e interessante da paróquia foi ter criado “O LIVRO” da SAM, onde todos aqueles que o desejaram puderam escrever as suas mensagens, impressões, descobertas, projectos, compromissos, etc. Nele ficou registada também a mensagem de D. Carlos, bispo auxiliar, que presidiu à Eucaristia de sábado na Paróquia, onde foram feitos todos os agradecimentos!
A Eucaristia de encerramento, com a presença de todos os missionários, foi viva e muito participada. Foi também um momento forte de catequese pelos sinais missionários presentes. E sobretudo, foi um momento de intensa acção de graças por tudo quanto recebemos de Deus durante esta semana maravilhosa.
Os missionários sentiram dificuldade no primeiro momento de articulação entre si no próprio grupo. Ultrapassada esta situação, o desejo de entendimento e união reinou entre todos em nome do anúncio da Boa Nova de JESUS e do testemunho a passar pela própria vida para que o Reino de Deus possa acontecer. E aconteceu!
Participaram pela primeira vez, nesta SAM, um grande número de missionários, que deixaram este seu testemunho sobre a semana: “Foi uma graça para a minha vida”; “Meu agradecimento pela minha primeira experiência missionária”; “As famílias que nos acolheram e apoiaram foram maravilhosas”!
Foi evidente a riqueza de um testemunho de comunhão eclesial com a presença dos vários Institutos. Afinal… “Quem conduziu a semana foi o Espírito Santo” !
Fica o desafio: Colocar-nos à disposição para ajudar a formar e consolidar grupos de oração e reflexão bíblica; e formar uma equipa “missionária” para acompanhar as famílias em dificuldade, doentes e idosos.
Agradecimento: Queremos manifestar nossa gratidão ao Pe. Carlos que nos acolheu e acompanhou na preparação e realização desta semana missionária e desejamos-lhe um bom apostolado junto do Povo de São Marcos, com as maiores bênçãos de Deus. Muito obrigado! Um abraço fraterno em Cristo Jesus, Missionário do Pai!

sexta-feira, 23 de abril de 2010

1º Fórum Missionário da Diocese de Coimbra

O 1º Fórum Missionário da Diocese de Coimbra vai ocorrer a 22 Maio no Salão de S. Tomás (Seminário Maior) das 9h30 às 18h.

As Inscrições são até 10 Maio.
Como pode verificar pelos convidados(ver cartaz e folheto de inscrição) vai ser um dia cheio de boa reflexão e certamente de grandes desafios para a realidade eclesial que somos e que desejamos ser.

E porque pretendemos que este Fórum seja um espaço de profunda comunhão venho por isso, desafiá-lo a estar presente para que, co-responsavelmente, façamos da nossa Igreja e das suas comunidades um espaço de comunhão e uma escola de discípulos e missionários de Jesus Cristo.

Seu irmão em Cristo
pe. Luís Miranda

terça-feira, 20 de abril de 2010

Irmãs Espiritanas têm nova responsável Principal


Dia 15 de Abril de 2010 a Ir. Maria de Fátima Gama da Silva assumiu a responsabilidade de coordenação do Distrito de Portugal sucedendo à Ir. Maria da Conceição Vieira de Sousa. O acto teve lugar em Eucaristia na Comunidade da Cruz Quebrada, Celebração a que presidiu o Sr. P. José Manuel Sabença, Provincial dos Espiritanos.

A Ir. Fátima é da Freixianda, Diocese de Leiria-Fátima e tem 43 anos de idade. Fez a sua Profissão Religiosa em 1991 e trabalhou na Guiné-Bissau de 1992 a 2001, onde desenvolveu notável acção missionária na pastoral e na Escola “Jovens Sem Fronteiras” de Caió. A Ir. Fátima integrou a Comunidade de Tubebe nos seus primeiros anos de existência, entre o povo manjako, meio de primeira evangelização.

Chamada para um serviço no Distrito de Portugal assumiu o trabalho de ecónoma principal, cargo que desempenhou durante 6 anos. Neste período colaborou activamente no Voluntariado Missionário e coordenou o Voluntariado Espiritano entre 2004 e 2007.

Actualmente a Ir. Fátima frequentava o Instituto de ciência e teologia das religiões, no Instituto Católico de Paris, quando lhe foi pedida esta nova missão. A sua disponibilidade dá-nos muita alegria e é motivo de grande esperança para nossas Comunidades.

Com uma rica experiência missionária entre os mais pobres e um bom conhecimento do Distrito de Portugal, a Ir. Fátima apresenta-se na disposição de continuar a gastar a sua vida pela missão, estando de todo o coração onde o Senhor a envia.

Aqui ou além a missão continua. É de assinalar que neste mesmo dia, duas Irmãs da Administração Geral chegaram à Ásia numa viagem de prospecção que as levará a Taiwan, às Filipinas e ao Vietnam. A abertura ao continente asiático é um marco importante na história da Congregação.