terça-feira, 5 de dezembro de 2017

-->



A PRIMEIRA PARCERIA CMAB/ANIMAG
SEMANAS MISSIONÁRIAS

Entre os dias 25 e 29 de Outubro e 15 a 19 de Novembro, realizaram-se duas semanas missionárias no arciprestado de Póvoa de Varzim/Vila do Conde, tendo participado na mesma os seguintes missionários: Padre Frei José Dias de Lima (Missionários Franciscanos); Padre Tavares (Missionários Combonianos); Padre Luís Duarte Vieira e Padre Farias (Missionários da Boa Nova); Padre Floriano (Missionários do Verbo Divino); Padre Eduard Apambila e Padre Eduardo Osório (Missionários do Espirito Santo); Irmã Aurora Salgado, Irmã Arlete Santos e irmã Rosineide (Missionárias Combonianas); Irmã Adelaide e irmã Mariana Nakalandula (Missionárias de S. José de Cluny); Irmã Rosalina Barbosa (Franciscanas Missionárias de Maria); Irmã Emília Garcês (Missionárias Espiritanas); Joana Veloso (Secular Comboniana).
A iniciativa deste trabalho foi feita numa colaboração estreita entre o CMAB (Centro Missionário Arquidiocesano Bracarense – responsável pela dinamização missionária da Arquidiocese) e o ANIMAG (Animadores dos Institutos Missionários Ad Gentes), o que aconteceu pela primeira vez numa diocese, em Portugal, e foi inserido num conjunto mais vasto de atividades que o CMAB está realizando naquele arciprestado, no intuito de sensibilizar os fieis para a dimensão missionária da Igreja, como uma das prioridades de ação pastoral a ter em conta, atendendo ao que o Papa S. João Paulo II diz na Encíclica Redemptoris Missio, onde afirma: «A missão ainda está no começo».
  As paróquias onde se realizaram estas semanas missionárias foram: Vila do Conde, Caxinas, Laundos, Amorim, Navais, Terroso, Balazar, Junqueira, Rio Mau, Beiriz, Rates e Arcos   
Durante estes dias os missionários foram ao encontro dos doentes nos hospitais, centros sociais paroquiais e lares, contactando com os idosos e doentes, tendo-os  também visitado em suas casas, ministrando o Sacramento da Reconciliação e da Santa Unção. Foram também ao encontro das crianças e adolescentes, percorrendo os vários anos das catequeses, e ao encontro dos jovens nos seus diversos grupos, particularmente o escutismo. Contactaram também com os vários movimentos eclesiais (Confrarias, Movimentos, Associações, Cursilhos de Cristandade, Renovamento Carismático, Pastoral do mar, Pastoral litúrgica, Pastoral Socio Caritativa e Obras Pias). Houve também encontros com as famílias e contacto com o povo em geral nas celebrações da Eucaristia, nas quais os religiosos deram o seu testemunho missionário.
Os missionários, nesta sua ação pastoral de sensibilização, partiram da carta Pastoral da Arquidiocese “Despertar a Esperança” para anunciarem, tal como afirma a mesma, que o Reino de Deus se vai desenvolvendo como a pequena árvore que se transforma na grande árvore;  como o punhado de fermento que leveda toda a massa ou como a semente que cresce no meio do joio. Ora, os missionários ajudaram fieis a descobrir que é pela ação missionária acontecida nos mais diversos lugares, onde cada um é chamado a ser discípulo de Cristo e a partir de Cristo, que a esperança da pequena árvore que cresce, que a esperança do fermento que leveda ou que a esperança do trigo que cresce no meio do joio, leva à construção da Igreja e à realização do Reino de Deus.
Esta parceria CMAB/ANIMAG revelou-se uma experiência com resultados muito positivos, e levou à conclusão de que um trabalho missionário desenvolvido nesta comunhão de uma responsabilidade partilhada, quanto à necessidade de despertar o povo de Deus para a missão, deve continuar em iniciativas futuras.







Sem comentários:

Enviar um comentário