SEMANA MISSIONÁRIA - Zona 3 em Medelo/Queimadela


De 07 a 13 de outubro realizou-se nas paróquias de Medelo e Queimadela uma semana Missionária que contou com a colaboração do Padre Joaquim Farias (Missionários da Boa Nova), Irmã Adelaide Gonçalves (Irmãs de S. José de cluny), todos os movimentos das paróquias referidas e do pároco Manuel da Fonte Carvalho.
Podemos dizer que esta teve início no dia 18 de setembro pelas 21 horas, por ocasião de uma reunião de preparação, que contou com a presença dos vários elementos dos movimentos das duas paróquias e o Padre Manuel a fim de delinear um programa que fosse de encontro ao ritmo de vida social, cultural, humana e espiritual das paróquias. Depois desta reunião em que já nos sentimos em movimento e envolvimento a motivação estava feita para a semana que iniciaria dia 07. Importa referir a companhia do Padre Manuel em todas as atividades desde os encontros com os diversos movimentos das paróquias, catequeses, visitas aos doentes em suas casas e no lar S. José, S. Teresinha, Escola Primária, orações, eucaristias e refeições.  Foi uma semana que decorreu sob a ação do Espírito Santo, orientação de Maria e S. José, fazendo com que na maior simplicidade e serenidade, Jesus fosse anunciado, como Aquele de onde tudo brota e para onde tudo converge.
A semana teve início com um encontro de catequistas em que foram desafiados a promover junto dos catequisandos e suas famílias a dimensão missionária da Igreja.
Os dias seguintes foram pautados por momentos fortes de encontro, oração mariana, adoração e Eucaristia diárias. Nos diversos encontros com as crianças do pré-escolar, primária, catequeses e escuteiros a mensagem missionária e vocacional, um objetivo intencional, inquietou e despertou a curiosidade e espanto dos ouvintes.  A motivação para o aumento de fé, ligado à vocação especifica de cada um, como um Dom precioso de Deus que é necessário promover, alimentar e fazer crescer, foi acolhida com alegria e interesse. Ao longo da semana nas diferentes exposições realizadas pelos missionários e conversas de rua, suscitaram questões aliciantes, e fascínios de olhares atentos e desafiantes, que nos deram a certeza de que a sementeira estava a ser feita.
Nesta paroquia de Medelo, uma das ações que nos levou ao coração da missão, foi a visita aos doentes nas suas próprias casas. Esta foi realizada pelos Padres Manuel e Joaquim Farias, pela Irmã Adelaide e um paroquiano que se dedicou inteiramente para nos acompanhar. A debilidade, a impotência e a falta de respostas em situações de maior fragilidade, fazem calar até os mais sábios e entendidos, como que a dar espaço para Aquele que em tudo e sempre tem a última Palavra de Salvação, Jesus. Em cada casa que entramos o centro era sem dúvida aquela pessoa que esperava ver Jesus, como Simeão. Esta espera serena numa fase de maior debilidade, fez com que os doentes pedissem para se confessarem, comungar e receberem o sacramento da unção dos doentes. Foi sem dúvida um dia em que os missionários receberam mais do deram.
O encontro com o pessoal docente e não docente das Instituições da paróquia, também foi um ponto alto da missão, na medida em que todos fomos interpelados, a trabalhar com base no AMOR, a cuidar, estar vigilantes e trabalhar não só pelo dinheiro, mas sobretudo por um AMOR Maior, com que somos alimentados e movidos. Na medida em que fazemos o outro feliz, também nós somos felizes.
A reunião com os chefes do escutismo e a fraternidade escutista, para além da mensagem missionária da Igreja, como desafio a caminhar juntos, numa mesma comunidade paroquial e comunhão espiritual, unida ao Seu Pastor, foi um momento de informação sobre a missão “ad gentes”. A oração do terço, diariamente foi um ato de envolvimento dos cristãos em Igreja que preparava um ambiente calmo e sereno para a Eucaristia.
A Eucaristia de encerramento na paróquia de Medelo contou com a presença do coro magnífico da paróquia e um grande número de fiéis, adultos, jovens, adolescentes e crianças.
O dia em que passamos pela paróquia de Queimadela, foi muito preenchido, desde a manhã com o acolhimento humilde e alegre das pessoas, o encanto da natureza luxuriante, as águas cálidas dos ribeiros e o silêncio envolvente do lugar, até à tardinha com a celebração da Eucaristia animada pelo coro de adolescentes e jovens da terra.
Durante a manhã e parte da tarde foi a visita aos doentes em suas casas. Esta visita foi acompanhada pelo Padre Manuel e um casal de cristãos que se dedicou, não só a fazer o levantamento dos que precisavam ser visitados, como para nos acompanhar e rezar com cada família que nos recebeu. Estes doentes e frágeis receberam os sacramentos da Confissão, Santa Unção e comungaram o corpo de Jesus. As idades avançadas, limitações e dores não impedem de acolher com entusiasmo e singeleza as visitas que chegam. Esta foi uma ação missionária que encheu os corações dos visitados e a alma dos missionários. Pela tarde foi a catequese com as crianças e adolescentes seguida da Eucaristia presidida pelo Padre Farias, e concelebrada pelo Padre Manuel.
Um bem haja a todos pelos momentos de intensa presença com o povo e Jesus, temos a certeza de que nesta missão foi vivida a Palavra : vede como eles se amam, pois a união dos paroquianos ao Seu Pastor e missionários no sentido de fazer aumentar a fé e o alivio da dor junto dos que mais sofrem foi uma verdade e experiência de vida.

Bem-haja 

Irmã Adelaide e Padre Joaquim Farias.


Comentários

Mensagens populares